quarta-feira, 30 de setembro de 2009

ausencia


ausencia, upload feito originalmente por amigos do poeta.

já sou tão ela
que nada mais me
interessa afinal sem ela,
nada e interessante
sim rotineiro e desgastante
sufocante ausencia essa sua

andre ruiz

coadjuvante


coadjuvante, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Sou antagonista na vida,
coadjuvante em sonhos
pois a vida não se vive,se sobrevive.
Cachoeira viva dentro de mim
inunda minhas artérias.
Eu pulso diante do mundo.
Vivo e sobrevivo,coadjuvante
sonhador.

andre ruiz

terça-feira, 29 de setembro de 2009

CLIK CLIK


CLIK CLIK, upload feito originalmente por amigos do poeta.

CLIK...CLIK
Esse teu olhar fotográfico
quando me foca enquadra minha alma
olhos brilhando a namorar meu ser
esse olhar que sempre trago em mim.
Agora mesmo,
retirado do beco da minha memoria
devorador olhar revelador fotográfico

ANDRE RUIZ

intercessão


intercessão, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Família é,
a intercessão divina
de muitos dos infinitos
de nossos amores.
andre ruiz

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

linha do equador


linha do equador, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Vou costurando o céu com a linha do Equador,
cutucando o além para ver se ele tem fim
sentar no sonho no vento,usar todo sentimento
Deram-me um substantivo que virou sinônimo do meu ser
Mas não dos meus sentimentos
universo de retalhos nova estrela no céu
andre ruiz

domingo, 27 de setembro de 2009

LIBERDADE


LIBERDADE, upload feito originalmente por amigos do poeta.




Por sobre as asas da vida
ir com vento sem intento de voltar,
que nossa esperança,
de alcançar alturas nunca se apague.
Subllime liberdade de viver

andre ruiz

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

MULHER


MULHER, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Tens a alma ardente,
que o Sol te ceda um lugar.
Luz que cega e ofusca tanta vida,
verdade espontânea
a procriar felicidade,
plena, precisa e definida.
És menina és deusa és mulher
ANDRE RUIZ

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

PEDAÇO DE MIM


PEDAÇO DE MIM, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Perto do coração selvagem
esta ali aos pedaços.
Quando voltares meu amor
traga-me de volta
o pedaço de mim que levastes
naquela madruga chuvosa quando partiu
preciso ser inteiro pedaço de mim

andre ruiz

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

DESERTOS


DESERTOS, upload feito originalmente por amigos do poeta.

O deserto nada me diria senão o que já sei
o silêncio ele sempre me revela misterios.
Vou deixar por conta do tempo,
aqueles que ainda nao descobri
ANDRE RUIZ

domingo, 20 de setembro de 2009

balé


bale, upload feito originalmente por amigos do poeta.

A certeza,
prendeu-se as estrelas
escondida em sonhos,
do passado e do futuro.
E permanece encantada
em um eterno balé
repleto de saltos,
giros e rodopios,
incessante vida.

andre ruiz

BOBO DE AMOR


BOBO DE AMOR, upload feito originalmente por amigos do poeta.

BOBO DE AMOR
O amor este sentimento mutável,
desconhecido de nós mesmos,
a cada amor um parto, uma nova história.
O amor nos prende,nos amamenta e nos suga
o amar é quase ser bobo.
Que seja entao eterno em nos
esse sentimento de amor.
ANDRE RUIZ

sábado, 19 de setembro de 2009

possibilidades


possibilidades, upload feito originalmente por amigos do poeta.

A possibilidade abstrata,
de um dia despertar.
E que nao me deixa parar
pois e de tentar e errar,
ou nao conseguir,
e que nasce algo
que nao conheciamos
ou nem mesmo existia.
Musicos, escritores,
artistas, inventores,
Grandes amores

andre ruiz

ECLIPSE


eclipse, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Nesse latente azul
da orla planetária
tanta coisa explodindo
tudo acontecendo.
E nos aqui eu e voce
tentando encontrar nossas orbitas
organizar alinhar sentimentos.
Mais um verso e outra rima
do céu, da terra do universo
eclispse oculto de nos dois
so pra falar de amor.
ANDRE RUIZ

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

janelas da noite


janelas da noite, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Eu fecho meus olhos-janelas à noite
pra sonhar com você,
pequenos gestos
que a alma esconde.
Sonho alto, busco expoentes,
transgrido leis errantes,
estes meus desejos colaterais,
indesejáveis, perdoe meu pecado de lhe desejar

andre ruiz

simbiose


simbiose, upload feito originalmente por amigos do poeta.

[b]
Ligação de entranhas,
e o que somos,planta e raiz.
Saio dos cinco sentidos
quando se refere a você,
esse amor que nos prende
nos faz ser um só.
Nos isolamos
numa simbiose sem culpas,
amar não faz sentido
quando pensamos.
Amar-te ainda me traz recompensas

andre ruiz

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

PORTA PARA O INFINITO


PORTA PARA O INFINITO, upload feito originalmente por amigos do poeta.

A porta para o infinito
são teus olhos,
quando me olhas assim,
me desnuda por inteiro
mostra- me o
meu verdadeiro caminho
são teus olhos,
ora verdes ora azuis
clarividência maior,
só mesmo quando,
me olho no espelho
eu sei sou reflexo teu
nesses olhos onde vejo
atos e desejos refletidos de nos dois.
A porta para o infinito
são teus olhos.
ANDRE RUIZ

O MELHOR AMIGO


O MELHOR AMIGO, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Eu cambaleio tonto
num enfraquecimento crescente
pois sei que sou transitório
esse nossos mistérios
A busca é eterna,
Vivo a procura de uma pequena fração
de nome verdade.
Que nos alimente a cada dia
André ruiz

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

AQUILA


AQUILA, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Eu teria te amado pra sempre
somos como feitiço de aquila
Sempre Juntos e eternamente Separados
Volte para mim
se nao fosse voce, jamais conheceria o amor.
Brilho eterno de sua eterna lembrança.
ANDRE RUIZ

ecos de nos dois


ecos de nos dois, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Na voz do teu silencio
aprendi a falar sem nada dizer
místicos momentos de solidão e abandono
um estranho desejo de me possuir
na voz do teu silencio , tento vislumbrar
sua percepção perco nas minha vontades
seu chamado chega-me aos ouvidos
mesmo em teu silencio te sinto amar
ecos de nos dois
andré ruiz

terça-feira, 15 de setembro de 2009

segredo a quatro mãos


segredo a quatro mãos, upload feito originalmente por amigos do poeta.

A essa verdade tão nossa
esse segredo de nos dois
esse nosso sonho
e um poema de amor
escrito a quatro mãos
um texto de amar

andre ruiz

ME PERMITO


ME PERMITO, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Minha essência é amar-te
era isso que eu pensava
desejava almejava desde que te vi
e coloquei-me a disposição dos meus desejos
Sou o que sou tempestade
Calmaria, ventania, mansidão
Sou homem, sou menino
Sou eu mesmo, sem mascaras sem espelhos
Livro aberto
Por vezes as palavras assustam machucam perdoa-me
Apenas me permito ser,
Minha essência é amar-te

andre ruiz

ME PERMITO


ME PERMITO, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Minha essência é amar-te
era isso que eu pensava
desejava almejava desde que te vi
e coloquei-me a disposição dos meus desejos
Sou o que sou tempestade
Calmaria, ventania, mansidão
Sou homem, sou menino
Sou eu mesmo, sem mascaras sem espelhos
Livro aberto
Por vezes as palavras assustam machucam perdoa-me
Apenas me permito ser,
Minha essência é amar-te

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

órfãs lágrimas


órfãs lágrimas, upload feito originalmente por amigos do poeta.

órfãs lágrimas


Embriago-me,
com o cheiro do amor
sentimento guardado em mim
aroma esse de nos dois que me tirar do ar
esse folego do desejo,
voraz artroz a me embriagar
Embriago-me de ti.
Não mais serei o lar de órfãs lágrimas.
Embriago-me.

andre ruiz

almas encontradas


almas encontradas, upload feito originalmente por amigos do poeta.

Sinto você a me guiar
almas encontradas
seu sorriso aberto
sempre a me surpreender
nao e um teatro
mais sim a vida real
não há pressa nem aplausos
somos apenas nos dois
almas encontradas
andre ruiz

Flickr

This is a test post from flickr, a fancy photo sharing thing.

domingo, 13 de setembro de 2009

ECOS ETERNOS


ECOS ETERNOS
Upload feito originalmente por amofofassras
O sal da lágrima,
também é o tempero da vida
existe um folego em mim.
Tudo começa com uma escolha,
um amor verdadeiro.
Nós o levamos conosco para sempre,
fazemos ecoar pela eternidade.

andré ruiz

Tormenta de amor


Tormenta de amor
Upload feito originalmente por amofofassras
Que o sentimento de amar
conspire em nosso favor.
Quero sorver a taça de devaneios,
me deixar ir como um veleiro,
de tal modo que me entorpeça a alma
nessa aguas rasas,
claras do teu mar de sentimentos,
silhueta de aquarela tormenta de amor.
andre ruiz

sábado, 12 de setembro de 2009

goles de ar


goles de ar
Upload feito originalmente por amofofassras
A última gota é o fôlego
esse gole de ar
que bebo de ti
sigo a luz energia pura
de nos dois
que nos tirou a venda
nos curou da cegueira
soltou os grilhões
de nossas próprias prisões
desfrutemos então
essa nossa vasta seara de sensações

andre ruiz

silêncio


meus silencios
Upload feito originalmente por amofofassras
Derrepente uma frase
sinta o meu adorar.
Calou -se definitivamente
talvez não seja para sempre
esses versos e frases,
que foram escritos
apenas buscavam nos dois.
Duvidas medos desejos
esse tempo essa lacuna
só fez fecundar mais e mais
esse meu adorar,
Na verdade e amor
que o seu silêncio calou
andre ruiz

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

BEM ME QUER


BEM ME QUER
Upload feito originalmente por amofofassras
Não passas das portas da minha alma
sempre aqui nunca vai embora.
A esse amor,
esse seu olhar
perpetuado nunca sai de mim.
Se despedaçar mil flores
todas dirão
o meu bem querer
por ti.
ANDRE RUIZ

chegada


chegada
Upload feito originalmente por amofofassras
Olharia o infinito por um instante
Pétalas de todas as flores
Para enfeitar o firmamento
Iria deter as engrenagens do tempo
Eternizar esse momento.
Tua chegada em mim
E sempre êxtase e sempre festa
Pétalas de todas as flores

andre ruiz

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

juras de beijos


juras de beijos
Upload feito originalmente por amofofassras
E enxuga meu rosto entre beijos e juras
entao me mostra que para todo mal a cura
Cenas distantes, esse texto e contexto,
sem qualquer efeito,melodico tema musical
essa passado que insiste no meu ato final
enxuga meu rosto entre beijos e juras
mostra -me a cura
andre ruiz

REFLEXO MUDO


reflexo mudo
Upload feito originalmente por amofofassras
Há tempos alimenta-se
com um prato de silêncio
que a ausência lhe prepara
servido a francesa por sua intima solidão
sabores dores de amores grito visceral
Sem brilho nos olhos,
olho no espelho e nao vejo o reflexo
mas algo que ficava antes dele e não era eu

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

inocência


test1
Upload feito originalmente por amofofassras
Inocência

Pés descalços de um guri travesso
paz irrequieta
essa inocência
rasgada que me encanta
ideias e ideais
que se misturam ao acaso
trazendo a tona
o que se vê a olho nu,
esse amor mais puro,
e contagiante
de poder ser criança

andre ruiz

FRESTAS


frestas
Upload feito originalmente por amofofassras
FRESTAS
Quando a luz recolher suas frestas
buscarao sol em outra morada
para depois morrer no fim do dia
Quem busca no fim a realização
não sabe do caminho o encontro do prazer
Debruço-me sobre o parapeito
do caminho e ali então eu adormeço.
andre ruiz

inominavel


gothiccity_net_ru_1112
Upload feito originalmente por amofofassras
Algo inomeável...
Nem pensamento... nem nostalgia...
porém profundo.
as vezes nao sabemos decifrar
nem mesmo nomear mas sentimos.
Mais que a medida adotada seja sempre amor
andre ruiz

terça-feira, 8 de setembro de 2009

ALMA TATUADA


ALMA TATUADA
Upload feito originalmente por amofofassras
Sonhar requer apego ao que passou
ou deliberado apelo ao que há de vir
vamos juntos enterrar nosso passado
matar de vez esses fantasmas do presente.
Quero uma tatuagem sua em mim,
por dentro, no lado de dentro da alma
vamos nos embriagar de vida,
de amor e de esperançaS.
Alguns pecados nunca morrem.
Nutrem-se do corpo

ANDRE RUIZ

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

jardins


jardins1
Upload feito originalmente por amofofassras
A esse nosso infinito particular
juras secretas de nos dois
senhas olcutas,
arco-íris, jardins suspensos
sempre uma nova descoberta
lugares nunca explorados
sopro de vida, gratidão de amor.
andre ruiz

domingo, 6 de setembro de 2009

monólogo poetico


monologo
Upload feito originalmente por amofofassras
Não pense que,
só porque algo lhe dá prazer,
isso o faça feliz
à luta entre a incerteza e razão
um sim um não.
Protagonista de um dramático monólogo
sou minha própria emboscada.

Submerso, faço-me pedra
repleta de vivos poros
Danço a sutileza dos passos mudos
Minhas raízes tornaram-se pó
Buscaram no chão,e nele me reencontrei
basta-me ser pó pedra elemento qualquer
que assiste ao meu próprio amanhecer
André ruiz

somente tu


somente tu
Upload feito originalmente por amofofassras
Lúcida é sua imagem
refletida nas águas da minha alma
reflexo que se enxerga
e se chama amor
um botão de rosa talvez,
mais que so você,
somente tu tens o poder
para fazer desabrochar
andre ruiz

sábado, 5 de setembro de 2009

MELODIA COMPLETA


MELODIA COMPLETA
Upload feito originalmente por amofofassras
Universo adormecido
eterniza-se sob silente véu
Pulsante vazio
meus pés rodopiam sós
em busca de um ninho
pois a solidão já não lhe cabe mais
nada retenho além do terno canto
Decide não serei mais um refrão desafinado
solto na pauta.
Quero ser melodia completa solta ao
vento que abraça meu canto de amar.
ANDRÉ RUIZ

CRONICAS LEMBRANÇAS


CRONICAS LEMBRANÇAS
Upload feito originalmente por amofofassras
CRONICAS LEMBRANÇAS
Sinto teu cheiro no ar
esses momentos e segundos
que fecundamos nos dois
num simples ato de amar
a esse olhar.
triste distante e solitário
amor puro
esses de escrever corações
em um papel de pão
um caderno qualquer
que guarda pétalas das rosas
que te ofertei um dia
já não me es estranha
mesmo depois desses anos
ainda tenho teu vulto de mulher
em minha retina
sombras de um passado tão presente
que uma lagrima caiu
em forma de você
éramos nos ,
e ainda continuamos a ser
não da pra fugir desse amor
esse chão ainda marcado
pelos nosso restos de amar
ilusão pensei que estava aqui
pensei alto

andre ruiz

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

IGUAIS


IGUAIS
Upload feito originalmente por amofofassras
Somos iguais em dores e alegrias,
iguais em desejos e saudades.
Tudo lançado, ficou um segredo.
mas ecoa nos ventos esse amor.
A Confundir nossas condutas,
emaranhar nossas realidades.
Somos iguais em desejos e saudades.

ANDRE RUIZ

harmonia


harmonia
Upload feito originalmente por amofofassras
Harmonizo seu nome
canto um canto
conto um conto
de amor, de amar.
São prazeres
que se encontram
Recrio o beijo,
em uma língua estrangeira,
administro o sonho,
para que não haja delírio
oxigenei minha alma
harmonizo seu nome.

andre ruiz

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

potes


potes
Upload feito originalmente por amofofassras
Volto-me para dentro de mim e
num ímpeto descubro preciso-me.
Deixarei minhas lágrimas
se acumularem num pote de cristal,
para que depois eu possa beber ,
e saciar essa minha sede de sal.
Me redescobrir,me amar mais.
Aprender-me, é isso que preciso,
semearei com lagrimas.
andre ruiz

VISAO


VISAO
Upload feito originalmente por amofofassras
VISÃO

E logo que avistei
falava sobre amor
meu coraçao silenciou
nasceu um pacto.
Aflorou em mim vida
não me contive me entreguei,
afinal falavas de amor
pensamentos nus.
Entrelinhas sempre claras
e verdadeiras.

ANDRE RUIZ

EM ALGUM LUGAR DO PRESENTE


EM ALGUM LUGAR DO PRESENTE
Upload feito originalmente por amofofassras
Você me acompanha,
em sequencias de agora
preenche meus vazios,
íntimos lugares
em um renascer diário,
sem fim, sem nunca silenciar
relevo-me, revelo-me
É minha mania
mania de trazê-la n'alma.

ANDRÉ RUIZ

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

escondida

 Escondida

Minha carência se escondeu,
ilusão de  ter você um dia
ótica projetada no outro.
É melhor apenas seguir respirando,
a espera  desse dia.
Eu quero a insanidade
de não saber se estou certo,
se certo for quero que seja
intenso pleno,eternizado por nos

andre ruiz.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

POROS


 POROS
Aos poucos
os teus poros,
saem de mim
sinto que estou vivo.
Deixo teu corpo,
mas, em mim,
permanece o amor
o meu maior medo,
é deixar de te existir

ANDRE RUIZ